BLACK WEEK 15% OFF + FRETE GRÁTIS*!
  • FRETE GRÁTIS | COMPRAS ACIMA DE R$450,00
  • PRIVACIDADE GARANTIDA
  • FATURA E ENTREGA DISCRETAS
  • 100% SEGURO
  • FEITO NOS EUA | A PRONTA-ENTREGA NO BRASIL

Conto erótico: Enrabei a minha sogra

Ainda não me recuperei do choque de ter feito sexo com a minha sogra. Parece que ainda estou vivendo um sonho. Belisquem-me por favor...


Sou casado com a Michele há 6 anos, minha esposa é uma 'workaholic' assumida, fica quase sempre até tarde no trabalho, e quando ela está em casa, ainda fica com a cabeça no trabalho, e eu acabo sempre com a mão na cabeça, na cabeça do pau mais precisamente. Raramente fazemos sexo, e o único jeito de eu me satisfazer, é batendo uma punheta dia sim, dia não. Nosso engajamento sexual embora não muito frequente, é gostoso, mas não é isso que reclamo, sou infeliz devido a escassez dele.

A Michele perdeu seu pai quando muito nova, e sua mãe nunca arranjou outro parceiro, quando nos casamos, minha esposa fez questão de nos mudarmos bem próximos da sua mãe, pois ela sempre foram muito conectadas, principalmente por não terem uma figura masculina em casa. A minha relação com a minha sogra é excelente, ela é uma pessoa muito agradável, inteligente, educada, e elegante. Seus 54 anos de idade passam despercebidos.

A minha sogrinha é uma mulher atlética, gosta muito de malhar, é a autêntica coroa gostosa, mas pelo fato de ser a minha sogra, eu nunca havia considerado nada com relação a sexo com ela. Aparentemente ela não pensava como eu. Anteontem ela veio nos visitar para um café da tarde, a Michele como sempre, estava no trabalho, e eu comecei a desabafar sobre a minha insatisfação na vida sexual, que a filha dela nunca está em casa, que o casamento acabaria sendo abalado devido a falta de dedicação por parte da Michele. Meu desabafo não demorou muito, e fui logo interrompido por minha sogra com palavras de conforto, que começaram sutis, foram aumentando de intensidade, partiram para carícias, e quando nos demos conta, já estávamos em minha cama, nos beijando.

Transamos deliciosamente, enrabei a minha sogra com toda intensidade do mundo. Sua buceta apertada é completamente diferente do que eu imaginava, parece a de uma jovem mulher. Comi seu cu com carinho, enquanto ela gritava de tesão, ela confessou que se masturbava pensando em mim há anos. Segundo ela, o seu cuzinho estava intacto desde a morte de seu marido, mas de vez em quando, ela dava a buceta, pois tem um casinho com outro homem, coisa que eu também não sabia. Gostei muito do sexo, da forma como ela me tratou, e ela disse o mesmo.

Porém, depois de uma gozada inesquecível, bateu o arrependimento. Racionalmente pensando, não fizemos a coisa certa, mas ao mesmo tempo, não consigo tirá-la da cabeça, e tenho certeza que ela está sentindo o mesmo. Não sei o que será do futuro, se continuaremos a ter um caso, se fingiremos que nada aconteceu, ou se trocarei a mãe pela filha. Uma coisa eu sei, enrabei a minha sogra, e fiquei completamente apaixonado por ela, e ainda não consigo acreditar que tudo isso aconteceu.

 

Enrabei-a-minha-sogra

sexo-com-a-minha-sogra